História “Barraca da Sogra”

Nossa paixão por acampar teve início no ano de 2009. Certo sábado, estávamos passeando pelo shopping, quando avistamos em uma loja, uma barraca simples para 02 pessoas, não resistimos e a compramos.

Na ansiedade de montar essa barraca, agendamos um acampamento na cidade de Itirapina/SP, no camping Saltão. Tínhamos apenas a barraca e o nosso colchão eram vários cobertores dobrados, mesmo com pouca estrutura amamos a idéia, pois percebemos que só o fato de estar em total contato com a natureza, valia apena.

Desde então, sempre que tinha um feriado já pensávamos na possibilidade de acampar, e cada acampada observávamos algo que poderíamos melhorar nossa estrutura para não passarmos dificuldades, de início compramos uma nova barraca para 04 pessoas, um colchão inflável, a churrasqueira e várias lanternas.

Quando participamos de um encontro de campistas, ficamos deslumbrados com a estrutura do pessoal, percebemos que acampar é ter um hotel móvel.

Compramos  uma tenda, mesa, cadeiras, fogão, caixa térmica, sofás infláveis, frigobar e pra finalizar uma barraca   para 08 pessoas, pois além de ter a necessidade de ficar em pé, queríamos levar mais pessoas para conhecer  a maravilha de acampar. A partir daí, nossas acampadas passaram a ter convidados, hora eram amigos ou parentes, até que em Fevereiro de 2015, no mini encontro de inverno na cidade de Joanópolis/SP, no camping Lyrimar conseguimos levar a família, mas para completar levamos também as duas sogras, tanto a Luiza (sogra da Kalina), quanto a Pedrina (sogra do Carlos).

A galera passava em nossa barraca, questionando aonde achamos tamanha coragem  para trazer  as sogras e no meio de toda brincadeira, automaticamente, fomos batizados como a “barraca da sogra”.

Sendo assim, nossa barraca é a “Barraca da Sogra”, acabamos gostando muito da idéia. Pois é de “praxe” os apaixonados em acampar fazer adesivos com logotipos criados para facilitar a identificação por onde passam.

Assim fizemos e por onde passamos é possível saber que ali vai a “barraca da sogra”.